Porque eu acho excelente a F1 sair da Globo

Recentemente (1 mês atrás) o consórcio que quer construir o autódromo no Rio de Janeiro e promover o GP Brasil no RJ, juntamente com a Formula 1 anunciaram que eles vão deter os direitos de transmissão em TV (aberta e paga) e streaming no Brasil. Muito se falou de anúncios de Jequiti enquanto rola um pega entre dois carros, memes pulularam aos montes e, agora, um mês depois, se aquietaram. Um tempinho antes a Rede Globo anunciou que não renovaria seu acordo de transmissão. Será que ficaremos sem F1 na TV aberta a partir do ano que vem? O horror! O horror! Será?

Minha opinião é diferente.

A Globo sempre transmitiu a F1 de maneira porca. Mesmo nos áureos anos 80 e 90 e início dos 2000, quando tínhamos um monte de brasileiros e ganhando. Vamos revisar.

Na época de Senna e de Piquet, tínhamos um treino livre na sexta pela manhã (horário da pista), e uma classificação à tarde. O mesmo no sábado e, no Domingo de manhã, tínhamos um Warm-up para acertar os finalmentes dos carros. A Globo passava a classificação de sábado e a corrida somente.

Aos poucos, a classificação passou a ser transmitida pelos canais pagos (com anuência da FOM na época) e cada vez apertavam mais o espaço da transmissão da corrida, até o modelo de hoje, que transmite os FP via canal pago e a classificação também. Opa! Melhorou né? Não. A corrida (que hoje começa sempre 10 min depois da hora, para aproveitar dez minutos elevando a atenção do público) tem sua transmissão iniciada em hora cheia e somente com os narradores e comentaristas conversando, trocando rapapés e, somente quando está em cima do laço eles abrem o sinal da pista. Ao final da corrida, nem mesmo entrevistas e pódio são passados. Você fica tendo de assistir no site deles.

Há um tempinho, a F1 criou o F1TV, streaming para ver as corridas online, com muito mais detalhes, bastidores, etc. A Globo usou sua força para bloquear.

Um parênteses. Neste artigo da Julianne Cersasoli (se você gosta de F1 e não segue ela, está errado), ela mostra que apesar de não ser o maior negócio do mundo para a Globo, a F1 não é nem de longe um mau negócio. Fecha parênteses.

Segundo as notícias, o acordo da Rio Motorsports com a Formula 1 envolve a abertura da F1TV aqui no BR e mais TVs aberta e fechada e streaming em plataforma da Rio Motorsports. Obviamente eles não são empresários de media, são investidores então, o que acho que acontece é que eles vão sair ofertando os produtos para os players (até mesmo para ter a grana para pagar a F1).

Pode até ser que voltemos a ver a voz do Galvão gritando seus bordões (tem quem goste e tem quem deteste e não vou entrar nessa seara). Mas vamos ter uma coisa que não tivemos até hoje: Opção.

A Globo não tá transmitindo direito? Tá fazendo as sacanagens dela? Muda. Isso muda completamente o jogo.

N!ao tenho nada contra a Globo. Pelo contrário, acho uma imbecilidade o tipo de crítica que se faz a ela, pois ela faz o que qualquer empresa faz: tenta arrumar formas de ganhar dinheiro. É um grupo empresarial enorme, gera muitos empregos e a qualidade técnica é indiscutível. Se ela se coloca em uma ou outra posição política que pessoas não gostam, isso é do jogo, eu ignoro, e sigo em frente. Mas quando ela me deixa sem opção de assistir o esporte que adoro desde criancinha de forma decente, e não me dá nem mesmo uma opção de pagar para ver decentemente, aí fico pistola mesmo.

Anyway, espero que dê tudo certo (esse grupo aí é meio estranho) e tenhamos opção ano que vem, já que pelo andar da carruagem não teremos grande prêmio.

Amplexos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s